Emoções x Dinheiro

Dicas: Gerencie as emoções

1. ANGÚSTIA OU ANSIEDADE NÃO SÃO RESOLVIDAS EM LOJAS

Se você está ansioso ou triste e tem um impulso para comprar, saiba que pode estar preso num processo inconsciente de autoboicote. Isso mesmo, estamos acostumados a receber mensagens subliminares de que ficaremos mais felizes comprando coisas. Geralmente, isso não é verdade. Reflita sobre as razões da ansiedade e da angústia e procure resolver o foco do problema e não fuja por uma rota que ainda vai lhe endividar.

Dica prática: se você sabe que não consegue se controlar, deixe o cartão em casa.

2. IMPRESSIONE PELA INTELIGÊNCIA

Aparência é importante, pode causar uma boa impressão e abrir algumas portas, mas para que as portas continuem abertas e para que você mantenha algo ou alguém que conquistou, a inteligência é determinante. Principalmente a inteligência financeira. Tanto homens, quanto mulheres, sentem atração pela inteligência e tomada de decisão adequada. Portanto, invista na aparência, mas não com o dinheiro da sua independência financeira e não com mais do que, realmente, é razoável e inteligente gastar.

Dica prática: limite o valor que você gastará mensalmente em roupas ou equipamentos eletrônicos e jamais ultrapasse o valor estabelecido.

3. AMADUREÇA FINANCEIRAMENTE

Se você não sabe exatamente quanto ganha, quanto gasta ou quanto precisa para ser livre financeiramente está na hora de sair da zona de conforto atual – desconforto futuro certamente – e construir seu planejamento financeiro. Anote seus gastos, utilize uma planilha mensal, e, acima de tudo, guarde pelo menos 10% do que você ganha.

Dica prática: leia, faça um curso, assista a palestras e se eduque financeiramente.

4. COMPRE COM MUITA FREQUÊNCIA, MAS COMPRE ATIVOS

Se você gosta de comprar com frequência, compre, mas compre ATIVOS, ou seja, compre coisas que lhe renderão dinheiro.

Dica prática: se está com muita vontade de ir a uma loja, vá ao banco e invista. A sensação é ótima e faz com que você não se endivide.

5. ASSUMA QUE A FALTA É BENÉFICA

Ao invés de passar a vida tentando não se sentir em falta com a aparência, com os filhos, no trabalho, com amigos, com você mesmo, saiba que a sensação de falta é benéfica. É ela que faz com que tenhamos vontade de continuar, de prosseguir, de progredir, de construir projetos, de evoluir, de acordar e de melhorar. O marketing também descobriu que a falta é um elemento intrínseco ao ser humano e promove, mais e mais, falsas possibilidades de acabarmos com a falta através das compras (de roupas, serviços, viagens, etc.). Mas, não é verdade, jamais acabaremos – ainda bem – com a falta. Portanto, nada de desespero querendo comprar tudo rapidamente e se endividando.

Dica prática: quando tiver a sensação de vazio e quiser preencher com alguma coisa, não gaste um centavo nesta empreitada. Reflita sobre o que pode estar deixando você angustiado e trabalhe nisso.

Este conteúdo foi útil para você?
Sim
Não
Obrigado pela resposta.

Conteúdos relacionados